Conchas

“— A pérola é o símbolo da maternidade, começou Biltis fluentemente. Ela é, ao mesmo tempo, o símbolo da deusa da pureza, Astarte. Cada futura mãe deveria ser tão pura em sua alma, que o bichinho de semente, abrigado e envolto pelo brilho de Astarte, pudesse transformar-se numa criança. Cada futura mãe é como uma concha que encerra uma jóia preciosa.”
Leia Mais

Maternidade Planetária

“Quando vamos crescer a ponto de sermos exemplos para as crianças? Quando vamos exercitar uma maternidade planetária, que cuida de tudo o que é vivo e precisa de proteção? Nós todos podemos proteger as crianças, definir que tipo de atitude teremos enquanto adultos frente à infância que nos cerca. Mais do que gerar uma criança, é preciso ter a consciência sobre a relevância de ser adulto, de ser humano, sem perder a conexão com o encantamento.”
Leia Mais

A encruzilhada

O que nos faz enveredar por uma determinada alameda, em detrimento de outras? Sujeitos a tantas influências, ainda temos poder de escolha, autonomia e livre decisão? “Quem anda no trilho é trem de ferro. Sou água que corre entre pedras: liberdade caça jeito”, escreve o poeta Manoel de Barros. Que jeitos seriam esses que nossas livres escolhas teriam de caçar para tornarem-se efetivamente livres e saírem de trilhos impostos, tantas vezes por nós mesmos?

“O livre-arbítrio é uma característica do espírito.”

Roselis von Sass

Leia Mais

Mulher

“Uma grande opressão paira sobre toda a feminilidade terrena, desde que foi difundida a ilusão de que o destino principal de uma mulher seria a maternidade.”
Leia Mais

Novos mundos

“Considere-se a gota d’água, cuja incondicional pureza cada olho testemunha e que, observada através dum microscópio, encerra milhares de seres vivos, que dentro dela, sem piedade, lutam e se destroem. Não há, às vezes, bacilos na água, no ar, que possuem força para destruir corpos humanos, e que não são percebidos pelos olhos? Todavia se tornam visíveis através de instrumentos aperfeiçoados."

Abdruschin, Na Luz da Verdade, Mensagem do Graal

Leia Mais

Óstara

“Somente na língua alemã seu nome ainda continua vivo, pois a palavra 'Ostern' (Páscoa) originou-se de Óstara. Certamente todo ano é celebrada a festa de Óstara, a Páscoa ('Osterfest') !"

Leia Mais

A Páscoa

"Por coincidir com o início da primavera no hemisfério norte, essa festa cristã absorveu costumes relativos a essa época e, em muitos casos, o próprio nome. Os símbolos da Páscoa, o coelho e os ovos, derivam da comemoração milenar dos anglo-saxões e dos chineses, respectivamente, assim como de outros povos." Trecho do livro Reflexões sobre temas bíblicos

Leia Mais

Páscoa e primavera

Por que falar da primavera se ela promete chegar só em setembro? Acontece que a Páscoa se anuncia e, entre ovos e coelhos, pensar na Páscoa desperta memórias da primavera. No hemisfério norte, o início da primavera coincide com a Páscoa. Na língua alemã, a palavra Páscoa é Ostern, e em inglês é Easter, ambas palavras derivadas do nome Óstara. E Óstara é conhecida como a deusa da primavera, que uma vez por ano dá a volta pela Terra, transmitindo sua força para a germinação das sementes.

Leia Mais


Cadastre-se