Sabá, o País das Mil Fragrâncias

março 14, 2012





Situado a dois mil metros de altitude, ao sul da Península Arábica, na região do atual Iêmen, Sabá era chamado de "país das mil fragrâncias e país do aroma dourado", pois sua riqueza provinha das resinas de árvores como mirra, bálsamo e incenso - cujo intenso perfume podia ser sentido pelos navegantes que singravam a costa do País.


"Bênçãos e alegria!" era o cumprimento dos sabeus de outrora, que viviam rodeados por beleza, harmonia e prosperidade. Esse povo permaneceu por longo tempo isolado das impurezas e tristezas que atingiam a vida dos seres humanos.


A envolvente narrativa de Roselis von Sass resgata a personalidade de Biltis, poderosa rainha e suprema-sacerdotisa de Sabá, foco de infindáveis pesquisas e lendas, e sua célebre viagem em visita ao rei judeu, Salomão. Os ensinamentos da escola de sabedoria de Mestre Bildad, a ligação dos sabeus com a Natureza e sua abrangente medicina, as cerimônias religiosas e a condução política do País, entre outros aspectos, são explorados no curso de descobertas, conflitos e afetos dos personagens.






Vídeo: Grupo Flama


Leia Também

Fogos juninos

junho 25, 2022

Imagem de fogueira


“(…) os festejos juninos, em que eram acesos os ‘fogos pagãos’ em homenagem ao Sol, foram associados com o aniversário de João Batista, festejado pelos cristãos no dia vinte e quatro de junho. E os seres humanos que com o decorrer do tempo se converteram ao cristianismo, denominaram apenas de ‘fogos juninos’ as fogueiras em reverência ao Sol, que antes eram acesas para agradecer a Apolo, e que eram chamadas de ‘fogos de solstício’.” 

Roselis von Sass, O Livro do Juízo Final 

Leia Mais
Cooparticipação

junho 21, 2022

Postal com frase da obra Na Luz da Verdade, Mensagem do Graal de Abdruschin


Abdruschin, Na Luz da Verdade – Mensagem do Graal

Leia Mais
Circular em sintonia

junho 18, 2022

Aquarela, espiral infinito em tons de cor de rosa.

De acordo com as diversas direções que elegemos, vamos somando desejos, ideias e aspirações de uma determinada espécie e fortalecemos todo um grupo similar. Tecemos conexões e recebemos também em retorno um fluxo da mesma espécie. Perceber a própria capacidade de formar a realidade e a conexão com o todo gera sensação de pertencimento e sentido para as ações cotidianas, ajuda a vislumbrar o grandioso que existe no pequeno.
Leia Mais