Relançamento

outubro 13, 2012


"Quando a Estrela Lunar se apagar, nosso mundo também se apagará!", alerta a profecia.

Como uma serpente que coloca seu pescoço ameaçador para fora das águas do mar, os forasteiros Syphax e Tus disseminam a mentira tal qual veneno sobre a Atlântida, desmentindo a gravidade da profecia e semeando a dúvida: seria realmente necessário deixar a Atlântida? Seria verdadeira a profecia sobre o afundamento do país dos dragões alados no mar? Por que abandonar a pátria com tanta pressa?

Syphax não foi expulso pelo rei Witu e agora a princesa Brunhild apaixona-se perdidamente pelo forasteiro.

Gurnemanz, mentor espiritual, empreende grandes viagens pelo país para conscientizar os atlantes sobre a necessidade de abandonarem sua pátria em direção a um novo lar antes que seja tarde.

A desconfiança esparrama-se e prepara-se para dar o bote. Quem se salvará?



Curiosidade:

Desde que Platão mencionou a Atlântida, cientistas do mundo inteiro dedicam-se ao enigma desse continente desaparecido.

Roselis von Sass descreve os últimos cinquenta anos desse país – uma enorme ilha protegida por íngremes rochedos – com uma exuberante natureza e animais em grande parte hoje extintos, dentre eles os lendários dragões alados. 



Leia Também

Pais

agosto 09, 2020

Pai caminhando em estrada de terra de mãos dadas com filho pequeno.


"Que tesouro não é tirado de cada criança, quando  
não  pode honrar com toda a alma seu pai e sua mãe!”

Abdruschin, Os Dez Mandamentos e o Pai Nosso
Leia Mais
Enriquecimento

agosto 06, 2020

Aquarela de abelha esverdeada, metalizada, sobre mini orquídeas brancas.

“Podemos ser amigos do pequeno universo do qual fazemos parte, preservando e enriquecendo o que há de bom nele. Podemos ser amigos e admiradores incuráveis das pessoas, do nosso pedaço de chão, do rio vizinho, do ar, das árvores e dos animais.”

Sibélia Zanon, Espiando pela Fresta
Leia Mais
Lei da Harmonia

agosto 04, 2020

Imagem de orquídea cor de rosa escuro, pintadinha, em zoom de todos os detalhes e sua beleza.

“O mal se destrói a si mesmo! Apenas o que estiver ancorado na lei da harmonia tem existência duradoura!”


Roselis von Sass, A Desconhecida Babilônia
Leia Mais