Luminosa e radiante

outubro 08, 2020

Imagem de duas meninas de vestido em campo dourado com montanha ao fundo


“Um dos egípcios havia notado que as meninas estavam esperando impacientemente para poderem conversar. Sorrindo, colocou seu espetinho na placa de cerâmica e pegou o pano úmido em sinal de que tinha terminado de comer. Agora ele podia conversar com as duas crianças.

— Portais ambas os mesmos amuletos, disse ele, após colocar de lado o pano úmido. E até onde posso ver, também as inscrições são idênticas.

— As inscrições também são iguais, disse Halide solicitamente. Nós as lemos muitas vezes. Queres ouvir o que elas significam? Quando ele inclinou a cabeça concordando, ela tomou o amuleto na mão e leu:

— ‘Luminosa e radiante seja a vestimenta de teu espírito!’

— Uma sentença muito instrutiva, disse Petosiris, que nesse ínterim também acabara de comer.

— A vestimenta significa ‘alma’ – e a alma sempre terá de ser luminosa e radiante, acrescentou Biltis, esclarecendo.

Os egípcios olharam-na com interesse. O que sabiam essas crianças sobre alma?…”

Roselis von Sass, Sabá, o País das Mil Fragrâncias

Veja aqui o vídeo sobre a obra

Conheça mais histórias de Sabá



Leia Também

Doadores

abril 08, 2021

Mão estendida para amparar

“Temos de nos mostrar dignos de nossa condição humana! Devemos nos movimentar e trabalhar, criando um mundo no meio do reino da natureza, um mundo de beleza e harmonia! Atuando assim, então não seremos somente os que recebem, mas também os doadores!”

Roselis von Sass, A Verdade sobre os Incas
Leia Mais
Perda

abril 06, 2021

Por do sol refletindo na água

“Somente no decorrer dos últimos sete mil anos é que foi aniquilado totalmente o verdadeiro saber que as criaturas humanas possuíam da atuação dos enteais.”

Roselis von Sass, O Livro do Juízo Final
Leia Mais
Mentira

abril 01, 2021

Foto. Horizonte de terreno ressecado com tênue linha infinita de nuvens duradas em movimento.

“Nós, incas, não conhecíamos a mentira. Nem tínhamos uma palavra ou uma expressão para denominar tal mal. Agora, contudo, somos obrigados a nos ocupar com esse mal, se quisermos libertar os outros disso e curá-los”.

Roselis von Sass, A Verdade sobre os Incas
Leia Mais