Dádivas da Terra

setembro 18, 2022

Mão colhendo trigo em uma plantação

“Os plantadores que vistoriaram os diversos compartimentos reconheceram logo para que poderiam ser utilizados. No ar seco, todos os cereais e também outros frutos do campo ficariam bem conservados. E assim aconteceu. Na 'fortaleza' guardaram toda a sorte de produtos agrícolas. Pelo menos durante algum tempo. Pois no milênio seguinte os incas construíram centenas de silos em diversas regiões.
Não devemos permitir que nada se estrague! ensinavam a todos que frequentavam suas escolas. Pois os frutos da Terra são dádivas de Olija, a senhora da Terra, e de Inti, o senhor do Sol! E de todos os seus grandes e pequenos servos. Estes fazem com que as sementes germinem de tal forma, que brotem em direção à luz. As boas colheitas e toda a abundância que temos, agradecemos a eles! O trabalho com o qual contribuímos é a menor parte…” 

Roselis von Sass, A Verdade sobre os Incas


Leia Também

Desprender

setembro 25, 2022

Ilustração de flor azul


Podemos até achar que somos livres, como uma pipa ao vento. Mas, se prestarmos atenção, talvez estejamos ainda ligados por um fio a valores que precisam ser deixados ou reformulados.

Leia Mais
Olhar atento

setembro 21, 2022

lírios

 

 Abdruschin, Na Luz da Verdade - Mensagem do Graal

Leia Mais
Canções de gratidão

setembro 13, 2022

Lindo campo florido e iluminado pela luz do sol

"O povo da Atlântida realizava suas devoções a céu aberto. Peregrinavam na época da lua nova e da lua cheia, ao amanhecer, até as pedras de altar que seus antepassados haviam pedido para os gigantes colocarem no meio de belas florestas, geralmente de carvalhos. Lá chegando, doze mulheres posicionavam em círculo doze belos recipientes com velas acesas sobre o respectivo altar. Após isso entoavam canções de gratidão e de louvor em honra do onipotente Criador e em honra de Parsival, seu senhor e rei."

Roselis von Sass, Atlântida. Princípio e Fim da Grande Tragédia
Leia Mais