Coletânea de percepções

março 17, 2020

Desenho de flor em grafite preto e branco com joaninha em destaque, na cor azul clara e preta, com asas semi abertas.

Entre dezembro e fevereiro, a magnólia-amarela (Michelia champaca) anuncia o verão. O anúncio acontece pelo perfume, que invade o ar, e nos faz procurar flores. Onde estão? Que cor têm? O evento faz pensar em como seria uma vida sem calendário, nem relógio, orientada pela narrativa que os nossos sentidos são capazes de criar, ao acolher as pistas fornecidas pela natureza. Já foi assim um dia. Hoje temos muitos recursos, mas às vezes falta a presença, o olhar atento e a sabedoria. Quantos conhecimentos originais e enriquecedores poderíamos coletar com base nessas percepções?

“Antes de os alunos serem admitidos, eles tinham primeiramente de aprimorar a própria capacidade de observação. Precisavam, através do brilho das neblinas que pairavam sobre as águas, bem como das cores e das composições das nuvens, das correntezas do ar e ainda do comportamento dos pássaros e insetos, chegar a ponto de poderem prever as vindouras modificações climáticas. Acrescentavam-se a essas observações visuais as percepções do olfato.”

Roselis von Sass, A Desconhecida Babilônia


Leia Também

Prece

maio 11, 2021

Por do sol refletido na água

— Sim, Aton, nós te pedimos: mostra-nos Deus! Há muito tempo andamos como cegos pelo
mundo. Há muito esquecemos de procurar a Deus, e encontramos como substitutos deuses que
são apenas servos de Deus.”


Aspectos do Antigo Egito, Coleção o Mundo do Graal


Leia Mais
Amiga

maio 08, 2021

Imagem de mãe e filha sentadas na praia ao pôr do sol


“Não é em vão que já se diz hoje que somente é verdadeira mãe 
aquela que em tempo certo pode tornar-se também amiga de seus filhos.”

Abdruschin, Na Luz da Verdade – Mensagem do Graal

Leia Mais
Preencher

maio 06, 2021

Imagem de borboleta amarela em chão de terra


Roselis von Sass, A Verdade sobre os Incas

Leia Mais