Festa da Primavera

abril 07, 2012


A mitologia germânica conta que, originalmente, a Páscoa era uma grande festa da primavera, marcada pela chegada do sol depois de um longo inverno. Os germanos dedicavam suas festividades à deusa da primavera, Óstara, aquela capaz de fazer as sementes tornarem-se férteis. Na Idade Média, a festa cristã se sobrepôs à festa que os germanos dedicavam à Óstara.


"Assim que era anunciada a chegada de Óstara, iniciava-se uma intensa atividade entre os seres humanos. Casas, quintais e estábulos eram limpos, e tudo o que era inútil e velho era queimado... As mulheres preparavam ninhos nas hortas e nos campos, colocando neles ovos pintados de vermelho. Com isso esperavam ardentemente que a deusa os visse e os abençoasse...", conta Roselis von Sass em O Livro do Juízo Final 

Os ovos pintados de vermelho eram símbolo de fertilidade e de nova vida em crescimento. Ainda hoje, na Alemanha, ovos de galinha coloridos fazem parte do café da manhã de Páscoa.






Leia Também

Auxílio do Saber

janeiro 16, 2020

Imagem do texto "Auxílio do saber" - Livro "Fios do Destino Determinam a Vida Humana" de Roselis von Sass


“Como auxílio, na atual transformação para uma nova era, foi-nos dado, com 
simplicidade e grandeza, um saber referente a todas as leis da Criação e ao sentido e finalidade de nossa vida, bem como a respeito de todas as conexões da existência humana."

Roselis von Sass, Fios do Destino Determinam a Vida Humana

Leia Mais
Preparativos

janeiro 14, 2020

Imagem do texto "Preparativos" - "O Nascimento da Terra" de Roselis von Sass


“De uma coisa, subitamente, me conscientizei: de que cada modificação da Terra, 
seja na água ou no solo, até mesmo tudo o que foi plantado e depois desapareceu em virtude de uma transformação terrestre, inclusive os animais, que não podiam sempre ser os mesmos, e muitas outras coisas mais, das quais agora não me recordo, consistia apenas em preparativos para a vinda dos espíritos humanos a este planeta.”

Roselis von Sass, O Nascimento da Terra

Leia Mais
Alegria

janeiro 09, 2020

Imagem do texto "Alegria" - Livro "Atlântida Princípio e Fim da Grande Tragédia", de Roselis von Sass


“Todo o brilho do ser humano tem sua origem em seu espírito puro. Todos os entes da natureza, também os animais e plantas, são atraídos por esse brilho, sentindo seu efeito benéfico… Em compensação eles nos oferecem uma dádiva preciosa. É a alegria!”

Roselis von Sass, Atlântida Princípio e Fim da Grande Tragédia

Leia Mais