Festa da Primavera

abril 07, 2012


A mitologia germânica conta que, originalmente, a Páscoa era uma grande festa da primavera, marcada pela chegada do sol depois de um longo inverno. Os germanos dedicavam suas festividades à deusa da primavera, Óstara, aquela capaz de fazer as sementes tornarem-se férteis. Na Idade Média, a festa cristã se sobrepôs à festa que os germanos dedicavam à Óstara.


"Assim que era anunciada a chegada de Óstara, iniciava-se uma intensa atividade entre os seres humanos. Casas, quintais e estábulos eram limpos, e tudo o que era inútil e velho era queimado... As mulheres preparavam ninhos nas hortas e nos campos, colocando neles ovos pintados de vermelho. Com isso esperavam ardentemente que a deusa os visse e os abençoasse...", conta Roselis von Sass em O Livro do Juízo Final 

Os ovos pintados de vermelho eram símbolo de fertilidade e de nova vida em crescimento. Ainda hoje, na Alemanha, ovos de galinha coloridos fazem parte do café da manhã de Páscoa.






Leia Também

Caminhos diversos

abril 15, 2021

Foto de trecho, aberto, de floresta com intersecção de caminhos cruzados em formato de ípsilon em destinos indefinitos.
“Há longos tempos passados, Sarabeth e Amisaduk estiveram unidos em verdadeiro amor. Desde então, ambos já estiveram várias vezes na Terra. Essas vidas terrenas foram benéficas para Sarabeth, pois ela havia se desenvolvido em sentido certo. Por esse motivo, ela nunca perdera a ligação com as forças luminosas. Para Amisaduk, porém, as duas últimas vidas terrenas tornaram-se fatais. Ele deixou-se desencaminhar para trilhas erradas, das quais não mais encontrou a volta. Isso separou esses dois seres humanos. E permaneceram também separados…"

Roselis von Sass, Sabá, o País das Mil Fragrâncias
Leia Mais
Constantes transformações

abril 13, 2021

galho de árvore com neve

Supomos que algum dia, no lugar do deserto do Saara, surja um mar, pois já agora se encontra no fundo, debaixo da areia, uma grande extensão de água. Um astro como a Terra está sujeito a constantes transformações. E isso é absolutamente necessário."


Roselis von Sass, O Nascimento da Terra

Leia Mais
Doadores

abril 08, 2021

Mão estendida para amparar

“Temos de nos mostrar dignos de nossa condição humana! Devemos nos movimentar e trabalhar, criando um mundo no meio do reino da natureza, um mundo de beleza e harmonia! Atuando assim, então não seremos somente os que recebem, mas também os doadores!”

Roselis von Sass, A Verdade sobre os Incas
Leia Mais