Empatia

setembro 10, 2015

Sibélia Zanon




Tentar colocar-se no lugar do outro. Mas... onde fica esse lugar? Em meio a relações despersonalizadas e, por vezes, mecânicas, a empatia vem no contrafluxo, convidando-nos a olhar sob o ponto de vista do outro. Tarefa desafiadora essa de atravessar o penhasco que separa quem eu sou de quem o outro é. Para conquistá-la, precisamos nos deslocar do próprio centro de referências, sair do conforto das certezas. Esse difícil deslocamento abre as portas para a humildade, pois visualizar a distância que existe entre duas individualidades leva à percepção de que estamos longe de julgar o outro de forma assertiva.



Leia Também

Reconhecimentos

janeiro 14, 2021

Beija flor pairando no ar

“Um verdadeiro sábio haure forças do sofrimento e das decepções, que o conduzem a novos e mais elevados reconhecimentos. Nunca se deixará deprimir tanto, que venha a cair.”

Roselis von Sass, Sabá, o País das Mil Fragrâncias
Leia Mais
Forças conhecidas

janeiro 12, 2021

Imagem de ondas fortes


“Desde pequenos os incas estavam familiarizados com as forças da natureza. Sabiam sempre quais os espíritos da natureza que trabalhavam, quando algo acontecia nos reinos da natureza.”

Roselis von Sass, A Verdade sobre os Incas

Leia Mais
Flores que o vento leva

janeiro 09, 2021

Foto do desenho de um esqueleto de uma folha seca, formato de estrela sobre papel branco com a folha modelo ao lado.
O demasiado apego a aspectos mutáveis da existência – como pessoas, bens, lugares, rotinas e posições sociais – decorre da ilusão de, com isso, evitar o desassossego e, quem sabe, o sofrimento decorrente da transformação.
Leia Mais