Viver pacificamente

outubro 06, 2021

onda do mar

"O dragão observava com a cabeça bem erguida e sem o menor movimento a aproximação do estranho. O cheiro e tudo o mais que emanava desse estranho já há muito tinha chegado até ele, tendo sido “examinado”.

Se o resultado do “exame” fosse favorável, o dragão movia seu pescoço comprido de um lado para outro, como num cumprimento, enquanto suas asas vibravam levemente.

Ao ver esses sinais, o estranho aproximava-se rapidamente do animal, passava a mão carinhosamente pelo pescoço escamoso e ofertava-lhe os doces de mel, que eram aceitos de bom grado. A união ou pacto estava então selado, perdurando geralmente por toda a vida.

Totalmente diferente era o comportamento do dragão se o “exame” fosse desfavorável para o pretendente. O animal baixava o pescoço, tocando o solo com a cabeça. Também não havia vibração em suas asas. Para o candidato à amizade do dragão, esse era um momento amargo. Fora recusado, sendo obrigado a voltar sem nada ter conseguido.

Para os seres humanos de hoje, esse relacionamento com os dragões parecerá fantasioso e improvável. Esquecem, no entanto, que naquele tempo ainda não havia medo e animosidade entre o ser humano e o animal. Ambas as espécies viviam pacificamente, lado a lado, como criaturas que possuíam direitos iguais. Os seres humanos de então ainda não roubavam dos animais suas possibilidades de existência, destruindo as florestas e sujando os rios …"


Roselis von Sass, Atlântida - Princípio e Fim da Grande Tragédia


Acesse o livrete desta obra





Leia Também

Ligação com o além

dezembro 06, 2022

Perfil de sombra de pessoa, a apreciar o pôs do sol a colorir paisagem de raios dourados.

“Pois vós sois, sim, uma só coisa com o Além tão temido, negado ou desejado, sois ligados a ele estreita e inseparavelmente.”
 

Abdruschin, Na Luz da Verdade - Mensagem do Graal
Leia Mais
Percepção do Tempo

dezembro 03, 2022

Tons dourados de luz natural sob destaque de detalhes em plantação de trigo.

É a vivência do ser humano que se intensifica a partir de certa idade, e não o tempo. O tempo não muda. Os movimentos dos ponteiros do relógio apenas registram numericamente nossa passagem dentro do tempo aqui na Terra. O tempo não passa, nós é que passamos dentro dele.”

Roberto C. P. Junior, Jesus Ensina as leis da Criação
Leia Mais
Intuir na oração

novembro 29, 2022

Galhos com gotas de orvalho brilhando na luz do sol

“Na alegria ou na aflição é sempre muito mais valioso um intuir ardente, sem palavras, do que mil orações verbais, mesmo que esse intuir dure apenas uma partícula de segundo.”

Abdruschin, Os Dez Mandamentos de Deus e o Pai Nosso
Leia Mais