Palavra dos Deuses

novembro 24, 2020

céu
 
“As palavras ‘mito’ e ‘mitologia’ despertam uma falsa imagem, pois o ser humano de hoje entende por ‘mito’ algum acontecimento lendário, fictício, que existiu na imaginação fantasista daqueles que o retransmitiram. Segundo o sentido real, a expressão ‘mito’ quer dizer algo muito diferente, isto é, ‘palavra dos deuses’. Assim eram chamados pelos povos antigos os ensinamentos recebidos dos grandes e pequenos entes da natureza. As ‘palavras dos deuses’ eram leis para eles naquele tempo. Elas trouxeram alegria às suas vidas e transmitiram-lhes sabedoria…

Através da ligação com os grandes e pequenos enteais os povos antigos tinham um conhecimento sobre os fenômenos da natureza, para os quais ainda hoje não há explicação. Sabiam mais sobre o funcionamento do ‘mecanismo do relógio celeste’ do que qualquer astrônomo da atualidade com todos os seus inúmeros meios auxiliares. Os próprios astrônomos de hoje verificaram que diversos povos antigos possuíam um saber mais amplo sobre o curso dos astros, eclipses do Sol, da Lua, etc.

Na América Central, por exemplo, encontraram-se calendários perfeitos, talhados em pedra, cuja idade os geólogos avaliaram em pelo menos dez mil anos. De que maneira os antigos pesquisadores dos astros puderam adquirir um saber tão exato, sem dispor de nenhum conhecimento matemático, tem sido um enigma insolúvel para os astrônomos da atualidade.”

Roselis von Sass, O Livro do Juízo Final

Conheça

Saiba mais sobre mitologia e seres da natureza



Leia Também

Confiança e convicção

janeiro 19, 2021

Interior de cânions típicos do deserto

 
"'Moisés escuta: o povo te acreditará, se tua própria fé for invencível’, disse o príncipe serenamente. ‘Dúvidas e medo são acompanhantes perigosos. Põe, em lugar deles, a confiança e a convicção, então terás aliados poderosos! Quem tiver de cumprir uma missão, a esse abrem-se concomitantemente as fontes da força e do saber!'"

Roselis von Sass, Sabá, o País das Mil Fragrâncias

Leia Mais
Lições de aranha

janeiro 16, 2021

Gotas de orvalho formando uma teia

A pequena aranha tece, com zelo de artesã, ponto por ponto sua teia. Lança os fios translúcidos de um extremo a outro, trabalhando por horas e horas até obter um magnífico resultado. Sob a luz do sol, vislumbra-se a perfeição da obra desse minúsculo ser. Mas eis que virá o vento, a chuva ou um passante desatento, para pôr fim à completude da obra, destruindo a teia. Como reagirá, então, a aranha?

Leia Mais
Reconhecimentos

janeiro 14, 2021

Beija flor pairando no ar

“Um verdadeiro sábio haure forças do sofrimento e das decepções, que o conduzem a novos e mais elevados reconhecimentos. Nunca se deixará deprimir tanto, que venha a cair.”

Roselis von Sass, Sabá, o País das Mil Fragrâncias
Leia Mais