Família

setembro 04, 2013

Sibélia Zanon




Em briga de marido e mulher, ninguém mete a colher,avisa o ditado popular. Mas, em que outras brigas, perspectivas e desejos temos metido as nossas colheres? Muitas vezes as famílias esquecem que há limites entre o coletivo e o particular, ignorando o respeito necessário pelas escolhas e pelos anseios de cada membro. Para achar o equilíbrio não há fórmula
 pronta: ceder quando for a hora, impor limites em outros momentos, 
cuidar e deixar-se cuidar. Tudo faz parte de uma convivência que
 pode gerar boas aprendizagens, desde que haja espaço para a 
autenticidade e para o desabrochar singular de cada um.



Leia Também

Amor Curativo

maio 14, 2024


Agradecemos nossa existência a uma força e a um amor que tudo abrange. Um amor que nos incandesce já desde eternidades, nos ilumina e soergue! Ele encerra em si o reino celestial! Por isso também jaz no amor a maior força curativa que conhecemos!”

Roselis von Sass, A Verdade sobre os Incas
Leia Mais
Cuidado Materno

maio 11, 2024


" A genuína religiosidade existente no caráter da mãe soube manter a paz e a harmonia na cabana, e com isso também alegria e bem-aventurança, se bem que isso às vezes não era fácil."
 
Lao Tse, Coleção o Mundo do Graal 
Leia Mais
Crer cegamente

maio 07, 2024


“E para vós é tão
 fácil crer em coisas inacreditáveis, pois aí não precisais esforçar-vos para pensar ou examinar.

Abdruschin, Na Luz da Verdade - Mensagem do Graal 

Leia Mais