Terras brasileiras

fevereiro 11, 2020

Terras Brasileiras - Livro Revelações Inéditas da História do Brasil, de Roselis von Sass


“O Brasil não possuiu sempre a mesma forma por nós hoje conhecida. Braços de mar que 
adentravam a terra, lagos e rios dividiam o país em várias partes, dando-lhe o aspecto de um arquipélago. Somente as últimas transformações terrestres, ligadas ao afundamento da Atlântida e as ocorridas no hemisfério sul, provocando também uma modificação da circulação das águas na Terra, alteraram esse aspecto.
Os braços de mar, os lagos – em parte de água salgada – desapareceram. Desapareceram também alguns rios, enquanto outros alteraram seus cursos, transformando-se em caudalosas e volumosas correntes de água… O país fechou-se num todo, recebendo a forma que hoje conhecemos. Podia-se denominar esse acontecimento, ocorrido há muitos milhares de anos, de ‘o nascimento do Brasil’!”

Roselis von Sass, Revelações Inéditas da História do Brasil


Leia Também

Simplicidade essencial

fevereiro 27, 2020

Postal Simplicidade essencial - Livro Na Luz da Verdade, Mensagem do Graal, de Abdruschin

Abdruschin, Na Luz da Verdade – Mensagem do Graal

Leia Mais
abertura interior

fevereiro 25, 2020

Imagem do texto Abertura interior - Livro África e seus mistérios, de Roselis von Sass

“‘Esta paz matinal!… Não era como uma oração de agradecimento da natureza ao Criador?…’ Sem querer juntou as mãos. Um dominante e desconhecido sentimento de gratidão elevou-se de sua alma… Uma onda de força perfluiu-o, e o conceito de tempo desapareceu por alguns instantes. Sentiu-se arrastado para dentro de uma radiosa corrente de Luz da eternidade, que conduzia a um mundo de paz e amor. ‘Honra a Deus nas alturas!…’ é o que cantava e soava em seu íntimo, ao voltar do mundo de Luz que se abrira ao seu espírito… 

Roselis von Sass, África e seus Mistérios

Leia Mais
Colheita noturna

fevereiro 20, 2020

Postal "Abelha Manduri"

“(…) colhiam o mel das abelhas em noite de lua cheia. Caminhavam com tochas acesas, noite adentro, até as cestas das abelhas, que muitas vezes se encontravam nas suas armações bem afastadas das habitações.”

Roselis von Sass, Atlântida Princípio e Fim da Grande Tragédia
Leia Mais