Forças da natureza

novembro 03, 2015

Sibélia Zanon

Quem inventou o cheiro da hortelã?

E quem construiu as estrelas?

Quem faz correr as águas?


E quem abre as flores?

Delicadas mãozinhas tecem no silêncio.


Mãos fortes e majestosas tecem o indizível.



Pé no gramado, comer a jabuticaba direto da árvore, uma brincadeira na poça d’água, a primeira vez no mar...
 cada um tem suas recordações de infância.

Além do potencial
 sensorial e poético, a
 natureza oferta um enorme 
potencial pedagógico. Acompanhar o despertar de uma semente, a colheita de uma fruta, os ciclos nas estações.

Em tempos de mais cinzas do que verdes, que tal refletir sobre o visível e o invisível, que cercam as pequenas e grandes belezas da natureza?

Resgatar para o presente uma pincelada da relação próxima que os povos antigos tinham com os seres das florestas, das águas, do ar?

No livro Nina e o dedo espetado –Dompi,a personagem Nina conversa com sua amiga, a joaninha Julinha:

“— A Dompi é um ser da natureza, que cuida da hortelã e das outras ervas, sabe? A vovó sempre me conta histórias sobre fadas, gnomos, sereias... Ela me contou que a Dompi é mais ou menos do meu tamanho e tem um gorro vermelho enfeitado com folhas de hortelã, Julinha! Ai, ela deve ser tão linda!”

Quem eram os deuses da Antiguidade? 
Fadas, sereias, elfos, gigantes... Eles continuam vivos?
 A hortelã ainda não secou.
 Novas estrelas são descobertas.
 As flores não deixaram de se abrir. Falta abrir a cortina das lendas...
 e pressentir a grandiosidade do que nos cerca.

Nem tudo o que existe a gente vê e nem por isso as coisas deixam de existir!





Leia Também

Injustiça

julho 31, 2021

Foto de botão semi aberto de rosa, cor de rosa, jogado sobre espelho d'agua em asfalto.

"Acautelai-vos de pronunciar palavras que encerrem injustiça! Com isso perdereis muito mais do que o outro a quem quereis atingir! Nunca vos esqueçais de que palavras más e injustas provocam feridas que deixam cicatrizes! E que são capazes de destruir confiança e amizades!"

Roselis von Sass, Sabá O País das Mil Fragrâncias
Leia Mais
Novo dia

julho 27, 2021

Borboleta laranja delicadamente pousada sobre folhagem verde.

Roselis Von Sass, A Desconhecida Babilônia
Leia Mais
Humildade e Modéstia

julho 24, 2021

Foto de concha de circular em em destaque em leito de musgo verde e fresco, rodeada de flores lilases de diversos tamanhos.

“Humildade e modéstia
essas duas virtudes viviam nos corações de todos os seres humanos. Eram filhos do Sol que viviam na Terra sob o resplendor da pureza.

Roselis von Sass, Os Primeiros Seres Humanos
Leia Mais