Ferida

agosto 21, 2021

Vista de cadeias de montanhas na linha infinita do horizonte, rajada de céu azul, envolto em nuvens mescladas em leve névoa.

“— A moça está ferida! começou ele, quando ninguém dizia uma palavra sequer. Ferida animicamente. (...)

— Quem poderia ter causado a ferida à moça? perguntou um dos alunos, pensativamente. E por que ela não sara?

— E o que podemos fazer se um outro provocou essa ferida, não sendo ela mesma quem a contraiu através de uma culpa?

— Nem sabemos como surgiu essa ferida!…

E assim continuava. Bitur esperou pacientemente até que todos se acalmassem, depois disse simplesmente que a ferida foi provocada por ‘palavras’. Palavras são perigosas, podendo machucar mais do que qualquer arma… Como ninguém retrucasse, provavelmente devido à surpresa dessa afirmação, explicando, ele acrescentou que a moça não podia esquecer as palavras que outrora a haviam machucado de tal modo, que a ferida não pôde sarar.

Dessa vez foi diferente. Os médicos forasteiros entenderam imediatamente quando Bitur falou que palavras eram perigosas e que podem ferir. Os incas olhavam pensativos à sua frente… Palavras que feriam, eles não conheciam. Somente depois, quando conheceram mais de perto membros de outros povos, compreenderam as explanações de Bitur.

— A moça será curada aqui. A cicatriz que naturalmente ficar não mais sobrecarregará o estado anímico dela.”

Roselis von Sass, A Verdade sobre os Incas


Leia Também

Corpo terreno

julho 16, 2024


"O corpo terreno está ligado  
àquela parte da Terra onde nasceu! Intimamente ligado também com todas as estrelas dessa bem determinada parte e com todas as irradiações que a ela pertencem. De maneira ampla, muito mais do que podeis imaginar! Somente  aquela  parte desta Terra dá ao corpo...”

Abdruschin, Na Luz da Verdade - Mensagem do Graal
Leia Mais
Os guardiões

julho 13, 2024


"
Sempre um de nós acompanha agora as crianças que hoje já estão com mais de dez anos’, explicou Gauê, 'e que, para a sua idade, já enfrentam a vida de modo muito independente. Permanecemos, logicamente, sempre invisíveis. Contudo, as crianças sabem, geralmente quando percorrem longas distâncias, que nós nos encontramos nas proximidades. Todas elas têm pequenas cornetas, com as quais podem nos chamar ao necessitarem de alguma informação.'"

Roselis von Sass, O Nascimento da Terra
Leia Mais
O Amor é um presente

julho 09, 2024

Leia Mais