Auxiliadores

agosto 23, 2022

Sol iluminando rochas na praia

"Como sempre, os pequenos auxiliadores eram os seus melhores amigos, onde quer que Zoroaster se encontrasse. Indicavam-lhe os caminhos para outros povoados, quando pretendia prosseguir em sua viagem.
Pela maneira como tinham diminuído suas provisões e o dinheiro recebido de Hafis, percebeu então que se achava em viagem havia alguns anos.
Sentia-se como um semeador e gostaria de semear; antes, porém, teria que preparar o solo.
Peregrinava de povoado a povoado, transmitindo sempre alegria. Com pesar deixavam-no ir embora, e de longe já vinham outros, esperançosos e alegres, ao seu encontro.
Não dizia aos seres humanos que ele era o prometido Zoroaster. Eles conheciam-no como Zoroaster, porém não entendiam o que expressava o seu nome e tampouco pensavam sobre isso.
Obedientes como animais satisfeitos, todos procuraram suas cabanas. Era o que Zoroaster queria. Tinha de ficar sozinho, quando chamava seus auxiliadores.
Colocou-se no meio dos campos abandonados e cobertos de ervas daninhas e pediu:
'Ó vós, pequenos enteais que me prometestes ajuda e que tantas vezes já me ajudastes, vinde a mim, necessito de muitos de vós.'
Então eles surgiram dos campos, das cavernas, da floresta e dos prados. Colocaram-se à sua volta, esperançosos, como crianças às quais se prometeu um novo brinquedo.
‘Olhai para os campos, ó vós, pequenos ajudantes’, indicou Zoroaster. ‘Estão abandonados por culpa dos seres humanos. Mas que tenham chegado a tal ponto é minha culpa também. Por isso preciso ajudar a reparar tal mal. Tenho de ajudar na medida que me for possível. Aqui, no entanto, apenas nossas seis mãos absolutamente nada conseguirão. Quereis nos ajudar a preparar os campos?"

Zoroaster, Coleção O Mundo do Graal


Leia Também

Desprender

setembro 25, 2022

Ilustração de flor azul


Podemos até achar que somos livres, como uma pipa ao vento. Mas, se prestarmos atenção, talvez estejamos ainda ligados por um fio a valores que precisam ser deixados ou reformulados.

Leia Mais
Olhar atento

setembro 21, 2022

lírios

 

 Abdruschin, Na Luz da Verdade - Mensagem do Graal

Leia Mais
Dádivas da Terra

setembro 18, 2022

Mão colhendo trigo em uma plantação
 
"Não devemos permitir que nada se estrague! ensinavam a todos que frequentavam suas escolas. Pois os frutos da Terra são dádivas de Olija, a senhora da Terra, e de Inti, o senhor do Sol! E de todos os seus grandes e pequenos servos. Estes fazem com que as sementes germinem de tal forma, que brotem em direção à luz. As boas colheitas e toda a abundância que temos, agradecemos a eles! O trabalho com o qual contribuímos é a menor parte…” 

Roselis von Sass, A Verdade sobre os Incas
Leia Mais