desNutrição

janeiro 07, 2014


Sibélia Zanon

Quando o principal interesse que está por trás de tudo o que se faz é o financeiro, impera a insensibilidade em torno das produções humanas. Será que em vez de Tistu, nos transformamos em meninos do dedo cinza? Ou, quem sabe, em Midas, aquele do dedo de ouro? Antes que as abelhas nos abandonem definitivamente e a colmeia da vida feneça, precisamos nutrir nossas almas.

“O planeta, com seus recursos reconhecidamente finitos, talvez seja capaz de satisfazer as necessidades do homem, mas é totalmente inadequado à satisfação de sua ganância.”

Zygmunt Bauman



Leia Também

Ligações de amor

junho 11, 2024


“J
á sabia quais os pensamentos e imaginações que a coluna de fumaça ascendente havia despertado nele. E não era de se esperar outra coisa, pois o casal real estava ligado entre si em amor. Por isso um sempre sabia tudo do outro.”

Roselis von Sass, Sabá, o País das mil Fragrâncias

Leia Mais
Tempo

junho 08, 2024


Ora ele parece curto, ora comprido. Mas nunca encolhe nem estica. O tempo fica parado, e somos nós que nos movemos. O tempo das obrigações nos pressiona do lado de fora, enquanto por dentro funcionamos em outro ritmo.

Leia Mais
Construir o novo

junho 06, 2024


Para construir o novo... clique para assistir.
Leia Mais