Roselis von Sass

A Desconhecida Babilônia

Formato

Também disponível para Kindle. Acesse a loja pelo botão abaixo.




  • Babilônia, uma das cidades mais significativas da Antiguidade, conhecida por seus Jardins Suspensos e pela Torre de Babel, foi habitada por um povo ímpar em seu desenvolvimento: os sumerianos.

    Os sumerianos desenvolveram um dos mais antigos tipos de escrita de que se tem notícia, a escrita cuneiforme, além de elevados conhecimentos nos campos da administração pública, do direito, da astronomia, da agricultura, entre outros. Sua avançada cultura influenciou várias civilizações, desempenhando um papel de grande importância na história da humanidade.

    O livro A Desconhecida Babilônia apresenta uma nova visão da vida e da cultura desse povo, sua ligação com a Atlântida e com a construção da Grande Pirâmide do Egito. Nele é retratada a face encantadora da Babilônia, com suas festas, templos e ruas, assim como os tempos sombrios, marcados pela proliferação de cultos de idolatria, com destaque para o culto de Baal.

    Em uma narrativa romanceada, descortinam-se fascinantes personagens: Emengal, um grande vidente, a bela Maris Iamin, o jovem sábio Alaparos e o grande sacerdote-rei de Ur, Min-Ani-Pad.

    A Desconhecida Babilônia mostra uma época de grande aflição e mudança na qual os sumerianos conviveram com a ocupação de sua capital por grupos estrangeiros, atraídos por sua magnificência, vendo serem abaladas as bases dessa elevada cultura.

    Assista o Vídeo da Obra:

     

     

    Leia um trecho da obra no livrete gratuito

     

  • ISBN 85-7279-063-2
    304 p. — 2000
    3ª ed. — Brochura
    14,5 x 21,9 cm


SOBRE A AUTORA


Roselis Von Sass

Roselis von Sass (1906-1997), nascida na Áustria, no ano de 1906, passou sua infância na Europa, fazendo lá também seus estudos.

Ainda jovem, em companhia de seu pai, veio para o Brasil, fixando-se aqui definitivamente. Casou-se, radicando-se na vivenda do casal, situada nos arredores de São Paulo. Aliás, tornou-se marcante na personalidade dessa tão especial escritora o seu profundo apego a nossa terra e nossa gente.

Muito cedo sua alma sensível aprendeu a discernir a realidade das aparências e ainda menina descobriu que: "Não é o lugar em que nos encontramos nem as exterioridades que tornam as pessoas felizes; a felicidade provém do íntimo, daquilo que o ser humano sente dentro de si mesmo".

Tudo o que aconteceu no decorrer dos tempos ficou registrado e guardado. Nada se perdeu. Pode-se dizer também que toda a vida humana que começou há milhões de anos foi filmada e arquivada até que todos os destinos humanos se cumpram na Lei da Justiça.

E a autora tem, como característica marcante de sua personalidade, o dom de perscrutar esse passado, narrando a grande tecedura de acontecimentos que ficaram gravados no grande livro do viver humano.

Sua vida laboriosa e fecunda foi sempre dirigida pelo "Amor". Amor à natureza com todas as suas criaturas; amor aos seres humanos e sobretudo um profundo e fiel amor ao Criador.