Roselis von Sass

Os Primeiros Seres Humanos

Material

Também disponível para Kindle. Acesse a loja pelo botão abaixo.




  • Constantes discussões sobre fé e razão, criacionismo e evolucionismo levam a crer que o surgimento do ser humano na Terra ainda é um enigma. Este livro, no entanto, apresenta a possibilidade de união entre ciência e espiritualidade, com base em uma visão abrangente sobre a origem humana.

    Roselis von Sass retrata o início de uma nova era: a era do nascimento e da atuação dos primeiros seres humanos. A autora revela por meio de argumentos lógicos que o homem, em sua dimensão biológica, descende de um animal de desenvolvimento incrivelmente elevado.

    Em tempos remotos, viveram, nesse Planeta, primatas que alcançaram o ápice da evolução de sua espécie, os chamados babais, e que se constituíram no elo necessário à recepção e ao desenvolvimento dos seres humanos. Até hoje, os cientistas buscam o elo perdido na cadeia evolutiva sem encontrá-lo, uma vez que essa espécie se extinguiu totalmente.

    Os Primeiros Seres Humanos conta, também, sobre os sete berços da humanidade, locais onde os primeiros seres humanos surgiram. Entre esses berços, encontra-se uma região do continente africano que foi identificada como tal pela ciência atual.

    Aspectos interessantes sobre a distribuição do ser humano pelos continentes, hábitos dos primeiros habitantes da Terra, características dos homens de Neanderthal e a Era Glacial fazem parte dessa surpreendente narrativa.

    O livro mostra como, ao longo do tempo, o ser humano perpetrou grandes mudanças e transformações na forma de viver e de ver o mundo, as quais influenciaram nosso Planeta de uma maneira decisiva para seu ulterior progresso.

    Assista o Vídeo da Obra:

  • ISBN 978-85-7279-055-1
    160 p. - 2013
    8ª ed. - Brochura
    14,5 x 21,9 cm


SOBRE A AUTORA


Roselis Von Sass

Roselis von Sass (1906-1997), nascida na Áustria, no ano de 1906, passou sua infância na Europa, fazendo lá também seus estudos.

Ainda jovem, em companhia de seu pai, veio para o Brasil, fixando-se aqui definitivamente. Casou-se, radicando-se na vivenda do casal, situada nos arredores de São Paulo. Aliás, tornou-se marcante na personalidade dessa tão especial escritora o seu profundo apego a nossa terra e nossa gente.

Muito cedo sua alma sensível aprendeu a discernir a realidade das aparências e ainda menina descobriu que: "Não é o lugar em que nos encontramos nem as exterioridades que tornam as pessoas felizes; a felicidade provém do íntimo, daquilo que o ser humano sente dentro de si mesmo".

Tudo o que aconteceu no decorrer dos tempos ficou registrado e guardado. Nada se perdeu. Pode-se dizer também que toda a vida humana que começou há milhões de anos foi filmada e arquivada até que todos os destinos humanos se cumpram na Lei da Justiça.

E a autora tem, como característica marcante de sua personalidade, o dom de perscrutar esse passado, narrando a grande tecedura de acontecimentos que ficaram gravados no grande livro do viver humano.

Sua vida laboriosa e fecunda foi sempre dirigida pelo "Amor". Amor à natureza com todas as suas criaturas; amor aos seres humanos e sobretudo um profundo e fiel amor ao Criador.