Fantasia

Maio 20, 2015

"— E o povo aceita realmente tais fantasias, como expressão da verdade? indagou este, ceticamente. Em meio à multidão devem existir pessoas que refletem e que não repetem, sem mais nem menos, aquilo que outros lhes querem impingir!

— Mas é conveniente assim; o povo aceita simplesmente e de bom grado o que lhe é ditado pelos sacerdotes.

Muito conclusivo fora isto, dito por Maru, que ainda acrescentou com um sorriso:

— Onde chegaríamos, se todos fossem tão minuciosos como tu, Li-Erl?

— Mas isto é horrível, exclamou o jovem. Aproveitai-vos da infantil credulidade do povo humilde, para impingir-lhe toda classe de inverdades! E também tu, Maru, endossaste tais ações?

O mestre olhava-o sem compreender.

— O que há nisto de horrível? Cada um recebe aquilo que lhe é de proveito. Podes acreditar, Li-Erl, o povo é feliz em sua fantasia, que a ninguém prejudica.


— Certamente que causa prejuízo, interrompeu Li-Erl, impetuosamente."




"Somente as coisas impossíveis exigem crença cega sem reservas, pois cada possibilidade estimula imediatamente o pensar individual. Onde existe a Verdade, que sempre mostra a naturalidade e as consequências lógicas, aí se inicia o pensar e, automaticamente, também a reflexão intuitiva. Cessa somente quando já não existe mais nada natural, onde, portanto, já não se encontra a Verdade. E apenas através da reflexão intuitiva pode uma coisa tornar-se convicção, a qual, unicamente, traz valor ao espírito humano!"






Leia Também

Sob a luz do sol

Maio 23, 2019

Leia Mais
O visível e o invisível

Maio 21, 2019

"A Terra e as miríades de astros são de espécie grosso-material. Por isso, podemos, nós seres humanos, ver com os órgãos sensoriais de nossos corpos de matéria grosseira tudo o que ocorre neste mundo. Os enteais, que outrora fizeram surgir a Terra numa beleza paradisíaca, são de uma matéria grosseira mais fina. Por essa razão não podemos vê-los, com exceção de poucas pessoas, pessoas essas, aliás, encontradas cada vez em menor número."

 
Roselis von Sass, O Nascimento da Terra

Leia Mais
Livre-arbítrio

Maio 16, 2019

 Diante dos diferentes caminhos, muitos se questionam: O que nos impulsiona a enveredar por uma rota específica? Existe o livre-arbítrio? Qual a sua relevância, se consideradas variáveis como a genética, o destino, o carma e, ainda, os experimentos da neurociência? Pressionado adicionalmente pelo materialismo, pelas artimanhas de todo tipo de marketing e pelas avançadas tecnologias que pretendem determinar impulsos de compra e opiniões, o livre-arbítrio parece bem tolhido no tempo presente. Contudo, por baixo das camadas materiais, há algo que pulsa no âmago de cada ser humano.

Leia Mais

Cadastre-se