Contrastes

Outubro 08, 2015

Sibélia Zanon



Dizem que  a fome é o melhor tempero, o que leva a crer que
 comida boa se faz também pela circunstância e não só pelo cozinheiro. Não é diferente com as grandes ideias. Muitas vezes, 
elas nascem de circunstâncias menos favoráveis. O que seria da lâmpada sem a escuridão?

A escassez e as crises nos obrigam ao aprofundamento e à concentração. “Concentrar-se significa viver plenamente o presente, aqui e agora, e não pensar no que tenho de fazer em seguida enquanto estou fazendo algo”, escreve Erich Fromm, em A Arte de Amar.

Ao viver plenamente o presente, investimos nossa energia concentrada no agora, e esse investimento tem um valor, mesmo que não gere frutos palpáveis imediatos. Isso porque quando 
a vontade é lançada, ela não pode mais ser detida. 
Os contrastes da vida nos ensinam que os recursos encolhidos são uma mola propulsora para a abundância de esforços e de novos experimentos. Qual o tamanho da sua fome?

“Cada luta e cada sofrimento é progresso.”

Abdruschin 
Mensagem do Graal


Leia Também

Leveza

Setembro 19, 2019

Leveza

 

A leveza pode nos surpreender como uma lufada de ar fresco que chega sem avisar pela janela, mas também pode ser fruto de um esforço ativo para a transformação, capaz de elevar cada um que busca por ela em seus pensamentos, sentimentos e ações.
Leia Mais
Espiando pela Fresta

Setembro 17, 2019

Espiando pela Fresta

 

Leia Mais
Saber antigo

Setembro 12, 2019

O Livro do Juízo Final, de Roselis von Sass

 

"Os sumerianos não denominavam os grandes enteais de deuses, mas de “senhores da natureza”. Os pequenos enteais recebiam nomes especiais."

Roselis von Sass, O Livro do Juízo Final 
Leia Mais

Cadastre-se