Contrastes

outubro 08, 2015

Sibélia Zanon



Dizem que  a fome é o melhor tempero, o que leva a crer que
 comida boa se faz também pela circunstância e não só pelo cozinheiro. Não é diferente com as grandes ideias. Muitas vezes, 
elas nascem de circunstâncias menos favoráveis. O que seria da lâmpada sem a escuridão?

A escassez e as crises nos obrigam ao aprofundamento e à concentração. “Concentrar-se significa viver plenamente o presente, aqui e agora, e não pensar no que tenho de fazer em seguida enquanto estou fazendo algo”, escreve Erich Fromm, em A Arte de Amar.

Ao viver plenamente o presente, investimos nossa energia concentrada no agora, e esse investimento tem um valor, mesmo que não gere frutos palpáveis imediatos. Isso porque quando 
a vontade é lançada, ela não pode mais ser detida. 
Os contrastes da vida nos ensinam que os recursos encolhidos são uma mola propulsora para a abundância de esforços e de novos experimentos. Qual o tamanho da sua fome?

“Cada luta e cada sofrimento é progresso.”

Abdruschin 
Mensagem do Graal


Leia Também

Simplicidade essencial

fevereiro 27, 2020

Postal Simplicidade essencial - Livro Na Luz da Verdade, Mensagem do Graal, de Abdruschin

Abdruschin, Na Luz da Verdade – Mensagem do Graal

Leia Mais
abertura interior

fevereiro 25, 2020

Imagem do texto Abertura interior - Livro África e seus mistérios, de Roselis von Sass

“‘Esta paz matinal!… Não era como uma oração de agradecimento da natureza ao Criador?…’ Sem querer juntou as mãos. Um dominante e desconhecido sentimento de gratidão elevou-se de sua alma… Uma onda de força perfluiu-o, e o conceito de tempo desapareceu por alguns instantes. Sentiu-se arrastado para dentro de uma radiosa corrente de Luz da eternidade, que conduzia a um mundo de paz e amor. ‘Honra a Deus nas alturas!…’ é o que cantava e soava em seu íntimo, ao voltar do mundo de Luz que se abrira ao seu espírito… 

Roselis von Sass, África e seus Mistérios

Leia Mais
Colheita noturna

fevereiro 20, 2020

Postal "Abelha Manduri"

“(…) colhiam o mel das abelhas em noite de lua cheia. Caminhavam com tochas acesas, noite adentro, até as cestas das abelhas, que muitas vezes se encontravam nas suas armações bem afastadas das habitações.”

Roselis von Sass, Atlântida Princípio e Fim da Grande Tragédia
Leia Mais